O que é que é essa vida minha?

O que é que é essa vida minha?
Que se faz e se desfaz sem porque nem porém. Que vai e vem numa velecidade tão grande, incomensurável.

O que é essa vida minha? Que me ensina, que me fascina, que me aplica, que me joga, que me vira

O que é vida é essa minha? Que eu não apenas a levo “vivendo”, mas a vivo intensamente, tudo de uma vez.

Que vida é essa minha? Que me leva a lugares inexplicáveis e inexploráveis.

Que vida é essa minha? Que me deixa boba, que me faz de tola, que me mostra que o tempo não é meu senhor.

Que vida é essa minha? Que me dá, que me tira, que me coloca, que me sangra, que me estapeia, que me regenera.

Que vida é essa minha? Que me faz loucuras, que me dá doçuras, que me cura, que me entristesse, que me alegra, que me transforma, que me deixa boba comigo mesma, que me faz mais feliz a cada dia.

Que vida é essa minha? Que me deita, que me aflinge, que me comete, que me despe, que me grita.

Que vida é essa minha? Que me tenta, que me espalha, que me junta.

Que vida é essa minha? Que me cativa, que me espanta, que me cala, que se fala.

Que vida é essa minha? Que não tem, que me espeta, que me cutuca, que me altera.

Que vida é essa minha? De amores vagabundos, de fossas intermináveis, de paixões desesperadas, de tempo inexistente.

Que vida é essa minha? Que se faz contente, que é indecente, que é pura, profana e insana.

Que vida é essa minha? Que me afoga, que me seca, que me ajuda, que me atrapalha.

Que vida é essa minha? Que me embebeda, que me machuca, que me sara.

Que vida é essa minha? que é uma filheta, que é um pedacinho, que é um cantinho, que é o mundo inteiro.

Que vida é essa minha? Que me surpreende, que me escapa, que me espera.

Que vida é essa minha? Que me prende, que me solta, que me enche, que me assalta.

Que vida é essa minha? Que me agarra, que me devora, que me enlouquece, que me enriquece.

Que vida é essa minha?

Que vida é essa minha? que está aqui como nunca esteve, que me chama, que me joga.

Que vida é essa minha? Que é livre, que é “indeletável”, que é linda, que é vivida.

Que vida é essa minha?

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s