1

Amor para Michele

Torpe sentido de dizer que se ama
Um férvido desejo de cópula insana
Intrépido, devasso, sórdido, sujo

Devaneios esdrúxulos de pragas humanas
Sobe esse ardor que eferve minhas veias
Brando, branco, intenso, tenso

Indecente, pulsa e queima minha cama
Minh’alma (entope com linha de linho)
O amor é belo, e também é castigo

Anúncios
0

Mais sobre mim

Me ame ou me odeie, eu sou o que sou e não mudo pra agradar… O que importa pra mim é ser, agir e sentir conforme o que eu acho certo, pois princípio é algo que eu valoriso, muito mais que “política da boa vizinhança”… E se você não gosta, bom, vai se fuder pra lá que eu me fodo de cá… E fica tudo certo… e ficamos em paz.

Eu acredito em algo que Machado de Assis falou na vos de seu casmurro, “antes a falta dos outros que a falta de mim mesmo”. Acredito que ficar sufocado em qualquer relacionamento é a maior estupidez e a maior covardia consigo mesmo… Não há felicidade na infelicidade alheia, e não há felicidade por trás de olhos tristes…

O bom é mesmo se divertir com a vida, mesmo com as coisas chatas, mesmo quando o coração teima em bater e mesmo quando falta consideração dos outros para comigo… Eu me divirto muito, todos os dias, todas as horas… Gosto de fazer as pessoas felizes, arrancar sorrisos, gargalhar junto… Gosto de dizer que vai ficar tudo bem e dissemino o amor verdadeiro e a felicidade. Pois acredito que o mundo pode ser mudado em pequenas atitudes assim como o bater de asas de uma borboleta causa um furacão.

Acredito que sim, existem pessoas ruins de verdade nesse mundo, mas nem por isso o mundo é ruim. Considero isso parte de um equilíbrio natural. As pessoas ruins pisoteiam nossa alma, e as boas a revigoram. O ruim é quando você revigora a alma de uma pessoa e ela cisma em pisotear a sua. Dói, mas nem por isso devemos parar de querer o bem.

Ahh… Eu sou sentimental e eu amo de mais, e têm pessoas que não suportam o amor… Eu não posso fazer nada a respeito disso. Apenas continuar cuidando do meu coração que teima em bater, e também continuo a minha vida que pulsa dentro da minha alma.

1

Garrafa vazia

Minha garrafa está vazia
E você já se foi
Vodca não há

Nem cachaça
Nem tristeza
Nem alegria

A despeito de quem veio
Você se foi
E nada sobrou em mim

Um vazio enorme
Apenas

Minha garrafa está vazia
Sinto que você se foi

Toda vez
Que queima a brasa
Você revive na minha tez

E me lembro das noites
Do Sexo selvagem
Eu me lembro

Eu te amo
E você se foi

Apenas isso

1

Uma coisa que descobri sobre mim

Nos últimos seis meses tento dar um sentido pra minha vida.
Não é fácil dividir a vida com uma pessoa num dia e no outro ela fingir que você nunca existiu.
É como se você mesmo duvidace da sua própria existência. Esquisito não? Mas é a absoluta verdade. Nesse tempo todo tenho lutado comigo mesma para me convencer que eu existo. Tenho feito coisas impensáveis, tenho vivido como se o mundo fosse acabar amanhã, na tentativa de sentir algo que me faça ser convensida da minha existencia. Tenho me esforçado para sentir alguma coisa, para querer alguma coisa.

A última coisa que descobri sobre mim é que eu adoro ficar em silêncio absoluto. Isso inclui músicas, TV e telefone. Meu negócio é ficar no NIRVANA, e essa é a única coisa que me acalma quando estou desesperada.

1

Saudade

Saudade do estado
Do ósculo
Do amparo
De desamparos

Tempo

Passa tempo
Dor não passa
Fica a saudade

Sem saúde
Meu estômago
Já era
Meu fígado

Já era

Álcool
Desgosto
Isquete
Biscate

Essa queixa
Uma gueixa
Uma ladeira
De saudades

Da idade
De escutas
De usuaras
De amizades

Passa tempo
De andares
De dizeres
De milagres

Amores
Cegueira
Bagunça
Maldades

Saudade do nada
De tudo
Do que foi
Do que é