Sem nenhum título aparente

Saudades de mim
De quando eu sorria
De quando eu sonhava

Das épocas em que amava
Amores intensos e inexplicáveis

Agora me restam as rugas
Das Lágrimas

Me restam as olheiras
Das lembranças

Me resta tudo
E não me resta nada

Anúncios

One thought on “Sem nenhum título aparente

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s