0

Mundo de brinquedo

Meu mundo é de brinquedo
Mudo, paro, penso, esqueço.

O chão se desfez
Como em uma casa de bonecas
Feita de insensatez

Meu mundo é de brinquedo
Jogo bola na calçada
Durmo durante o dia
Saio na madrugada

Me embreago feito puta
Feito amante amo
E como bailarina dotada, danço

Espero adoecer
Para o óbito vivo
Pois sinto que vou morrer

Agora já nem sei
Já morri tantas vezes

Anúncios
0

Um beijo – Olavo Bilac


Foste o beijo melhor da minha vida,
ou talvez o pior…Glória e tormento,
contigo à luz subi do firmamento,
contigo fui pela infernal descida!

Morreste, e o meu desejo não te olvida:
queimas-me o sangue, enches-me o pensamento,
e do teu gosto amargo me alimento,
e rolo-te na boca malferida.

Beijo extremo, meu prêmio e meu castigo,
batismo e extrema-unção, naquele instante
por que, feliz, eu não morri contigo?

Sinto-me o ardor, e o crepitar te escuto,
beijo divino! e anseio delirante,
na perpétua saudade de um minuto….

1

O calor da chuva

“Lu, quando faz calor de dentro pra fora é porque vai chover…”
Tabinha me disse isso uma vez, e me disse também, “malditas foram as que queimaram o sutiã. As mulheres ficaram sem papel social depois disso”.

Como discordar de Tabinha?

A mulher realmente não tem mais papel social, ou pelo menos esse papel está tão subvertido que ninguém sabe mais qual é.
– Ter filhos, Ter uma carreira? O que devemos fazer afinal?
Eu particularmente tenho crises constantes, isso quando não tenho certeza que o papel feminino é sempre, ou quase sempre flutuante. E ainda que somos cobradas por mais coisas que, de fato, podemos fazer.

Haaaaa sim, ainda tem a porra do silicone. Além de termos uma carreira impecável, uma família linda e sermos acima de tudo mães participativas ainda somos obrigadas a cultivar um corpo escultural, digno de fazer inveja a qualquer Narciso que se preze.
Mas, que coerência tem isso?

Primeiramente, os homens, pelo menos em sua maioria, não suporta uma mulher inteligente. Ora, mulher inteligente dá trabalho e muito trabalho. Para começo de conversa, mulher inteligente gasta mais. Não aceita qualquer tipo de sabonete, tem que ser aquele com hidratante e essência de morango.
E o homem, historicamente falando, gosta de mandar em tudo, não aceita que a mulher escolha nem uma mísera marca de sabonete.

Além disso ainda tem a cobrança da família. Lógico, como assim Luana, você prefere ter razão que ser feliz?
Aí eu pergunto, alguém consegue ser feliz se anulando? Talvez a felicidade pra uma mulher hipermoderna seja algo muito mais difícil de ser alcançada que se imagina.
Isso porque se por um lado há um sonho romântico de casamento, socialmente aceito, por sua mãe buzina no seu ouvido. “Você tem que ser independente”. “Mas como mãe? É pra casar ou ser independente? Sim, porque casar implica em dividir a vida, e não dá pra ser independente dividindo a vida com alguém”.

Aí bate o medo da solidão, medo de ficar pra tia, bom, mas ficar pra tia nem é uma idéia assim tão ruim depois que um babaca qualquer te fez perder toda a vontade de ter uma vida com alguém… Sobra então a independência, a tão sonhada independência. A razão que veio para nós em forma de um sutiã queimado. Mas Daí vem a chuva e apaga o fogo, te traz a realidade, já dizia Chico Buarque, “acorda sinhazinha, ta na hora de arrumar namorado pra casar e casamento pra sofrer”.
Está chovendo lá fora e está chovendo aqui dentro. Chove quando faz um calor de dentro pra fora, já dizia Tabinha…

0

No mais, tudo bem…

Eu não me importo,
Se arrancaram meu coração com uma colher,
Se sugaram meus sonhos mais lindos,
Se apedrejaram minha confiança…

Eu não me importo,
Se abdusiram minha memória
Se despreenderam meu cabelo
Ou se me apunhalaram pelas costas…

No mais é isso..
Tudo bem,
Tá tudo bem agora,
Tá tudo bem meu bem

No mais foda (se)
Isso aqui é isso
Pra isso
Um desabafo
Apenas

0

Vem comigo, no caminho eu te explico!!!

Tenho pensado um pouco (talvez até muito), sobre o amor.E, ainda não cheguei a nenhuma conclusão lógica… Mas o estranho é que não tem lógica pensar que o amor tem alguma lógica. Isso porque ele simplesmente é.Então, eu fico pensando as causas, os efeitos, a linha que ele segue. Mas o amor não segue nenhuma linha, o amor não tem nenhum padrão… O amor, bem, o amor tem muito a ver com essa frase “vem comigo, no caminho eu te explico!!!”, é a única conclusão que eu cheguei depois de tanto me gastar e desgastar pensando a respeito dele. O amor é uma aventura na qual você entra de olhos vendados e de mãos atadas a de outra pessoa… O amor não precisa ser explicado ou entendido, ele existe e não precisa de nenhuma razão, e ele não precisa de nenhum roteiro… entendeu???Ahh, vem comigo, no caminho eu te explico!!!