Possessão

“Não tenhas medo
Não é uma maldição
Muito menos uma heresia
É apenas um poema (tolo)”

Morra em meus braços
Viva pra mim,
Estrela do amanhã!
Seja apenas um sentimento impuro

Desejos que te vás
Quando não me queiras mais
E padeças em meus braços castos
Quando em mim encontrar enjoo

Desprezo esse sentimento fulo
Que habita em mim
Os meus devaneios negros
De ver a morte visitar teus sonhos

Quero que não tenhas pás
Nem me ligue de números inválidos
Apenas suma num pó
Desintegre no ar
Suponho que esteja só

No fim
Eu era isso
Apenas isso
Apenas quem lhe dera tudo
E em troca, roubastes meu ar

Tomastes meus erros
Roubastes minha face,
meus desejos e enganos

Estou trancada em uma gruta escura
Sozinha, escondida do mundo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s