1

Quando uma derrota muda tudo

Como vocês sabem, queridos leitores, amo futebol. Sobretudo o Cruzeiro Esporte Clube, que é meu time de coração. Lembro-me de, na infância, implorar para meu pai me levar ao estádio, porque eram realmente os melhores momentos e são até hoje as melhores lembranças que tenho da época.

Vi o Cruzeiro ser campeão Mineiro em 1996, com 104 mil pessoas no campo; depois vi, na Geral, a final da Libertadores de 1.997. E infinitos jogos dos quais me orgulho de ter presenciado.

Entretanto, nada se compara a situação atual do time, que me deixa reflexiva, pois não era esperado (de nenhuma maneira). Algumas pessoas tentam desmerecer a posição do time, afirmando que o nível baixo do campeonato favorece a boa fase. Mas eu discordo. O clube tem bons jogadores no elenco que estão, milagrosamente, entrosados. O grupo foi montado no começo do ano e algumas peças só chegaram depois, como Júlio Batista e Willian.

A questão é decifrar esse entrosamento, o que tentarei fazer aqui a partir de agora.

Na humilde opinião dessa “boleira” que vos escreve, a receita foi simples: a derrota para o arque-rival, Atlético MG, no primeiro jogo da final do mineiro, fez com que o grupo abraçasse a história, a torcida e o projeto do clube de voltar à elite do futebol brasileiro. Aquela derrota serviu para que todos os jogadores refletissem sobre a postura do time em campo, e então mudá-la para que esse elenco tivesse à altura da grandiosidade do clube. Cada um chamou para si a responsabilidade de fazer uma grande temporada e fecharam com seus companheiros de equipe essa mesma vontade. Com esse pensamento e atitude, mesmo os jogadores que chegaram depois sentiram-se motivados e felizes em fazer parte dessa história gloriosa.

Creio que esse fato peculiar na história do futebol não deve ser ignorado, mas pensado, repensado e avaliado por nós, enquanto pessoas. Afinal, é para isso que serve o esporte, para nos dar lições de superação, amor e conquistas. Para nos fazer pensar e reavaliar a vida depois de uma derrota. Que sejamos todos valentes depois de um tropeço e que o Cruzeiro seja campeão.

Saravá!

Anúncios